Legislativas: quem ganhou e quem perdeu as eleições

O Partido Socialista venceu as Legislativas de ontem com 36,65% dos votos, elegendo 106 deputados (dados provisórios que ainda não contam com os votos da emigração e que atribuem mais dois deputados no círculo eleitoral da Europa e outros dois fora da Europa).

O PS precisa, portanto, de acertar parcerias para alcançar uma maioria de 116 deputados no Parlamento que lhe permitam uma solução governativa sólida.

Mais à direita do nosso espectro político, o PSD ficou-se pelos 27,90% dos votos e 77 deputados. Já o CDS-PP não foi além dos 4,25% e apenas 5 deputados.

À esquerda, com 9,67% dos votos, o Bloco de Esquerda manteve-se como a terceira força política no hemiciclo ao eleger os mesmos 19 deputados (19 parlamentares).

Já a CDU, a coligação que junta o PCP e Os Verdes, baixou para os 6,46% dos votos, um total de 12 deputados.

Destaque para o PAN que mais do que duplicou o número de votos. Subiu para os 3,28% e tem agora quatro assentos na Assembleia.

Nota ainda para as três estreias no hemiciclo. O Chega, a Iniciativa Liberal e o Livre conseguiram eleger um deputado cada.

Quanto à abstenção, voltou a bater recordes com 45,50%.

A nível regional, no Algarve o PS conseguiu melhorar os resultados elegendo 5 deputados. A saber: Jamila Madeira , José Apolinário, Jorge Botelho, Maria Joaquina Matos e Luís Graça Nunes. O PSD elegeu três. Foram eles: Cristóvão Norte, Rui dos Santos Cristina e Ofélia Costa. O bloquista João Vasconcelos foi também eleito.

Finalmente, em Tavira, a vitória também foi socialista, resultados que pode consultar em http://eleicoes.cm-tavira.pt/

 

Ademar Dias

Segue-nos